A Fadel Palestrantes está há 30 anos no mercado e desde 2014 apoia o Projeto Social Arte Suave – PSAS, que atualmente é filiada a Escola Tradicional de Jiu-Jitsu Carlos Dorado A.S Team, com 20 anos de formação pela Gracie Floripa.

Somos o Principal Patrocinador cedendo o espaço para treinamentos e investindo em inscrições dos atletas mirins, infanto juvenil, juvenil, adultos e masters nos campeonatos regionais e nacionais.

O objetivo principal do projeto vem ao encontro da missão da Fadel Palestrantes que é capacitar, descobrir e desenvolver novos talentos e tirando das ruas estes jovens para tornarem-se pessoas cada vez melhores através do incentivo do esporte no Brasil.

Carlos Dorado, é faixa preta com 20 anos de Jiu-jitsu, formado pela Gracie Floripa, tendo iniciado sua academia de Jiu-jitsu na garagem de sua casa, há 10 anos.</p><br /><br /><br /><br /><br /><br /><br /><br />
<p>Após um curto período, e com a ajuda de alunos e parceiros, construiu atrás da mesma casa uma academia pequena, com tatame de 70m2. Em pouco tempo o tatame ficou pequeno para o potencial da equipe, que hoje se destaca no circuito catarinense de jiu-jitsu e também marca presença no cenário nacional e internacional. Alem do jiu-jitsu, a academia também desponta no cenário do MMA, com aulas de boxe e muaythai e com atletas lutando em diversos eventos de MMA na região, com lutas preliminares e principais, e com 2 atletas já com experiência em eventos internacionais de médio porte.</p><br /><br /><br /><br /><br /><br /><br /><br />
<p>Dentre os diversos títulos individuais, destacam-se também os por equipe, onde a Equipe de Competição Carlos Dorado/Gracie Floripa é atualmente Bicampeã por Equipes do Circuito Catarinense de Jiujitsu, e atual Campeã Sul Brasileira por equipes, contando com mais de 100 atletas sendo destes, pelo menos 40 de competição entre masculino, feminino e infantil nas mais diversas categorias.

Dentre os diversos títulos individuais, destacam-se também os por equipe, onde a Equipe de Competição Carlos Dorado/Gracie Floripa é atualmente Bicampeã por Equipes do Circuito Catarinense de Jiujitsu, e atual Campeã Sul Brasileira por equipes, contando com mais de 100 atletas sendo destes, pelo menos 40 de competição entre masculino, feminino e infantil nas mais diversas categorias.”

Carlos Dorado, é faixa preta com 20 anos de Jiu-jitsu, formado pela Gracie Floripa, tendo iniciado sua academia de Jiu-jitsu na garagem de sua casa, há 10 anos.

Após um curto período, e com a ajuda de alunos e parceiros, construiu atrás da mesma casa uma academia pequena, com tatame de 70m2. Em pouco tempo o tatame ficou pequeno para o potencial da equipe, que hoje se destaca no circuito catarinense de jiu-jitsu e também marca presença no cenário nacional e internacional. Alem do jiu-jitsu, a academia também desponta no cenário do MMA, com aulas de boxe e muaythai e com atletas lutando em diversos eventos de MMA na região, com lutas preliminares e principais, e com 2 atletas já com experiência em eventos internacionais de médio porte.

 

Nós planejamos com muito cuidado um novo portal para ajudar você a encontrar os melhores palestrantes do Brasil!

 

Novo portal Fadel Palestrantes

Novo portal Fadel Palestrantes

Há 20 anos, adquirimos uma experiência singular no mercado de palestras in company, treinamentos, workshops e convenções. Auxiliamos centenas de empresas a escolherem o palestrante certo, de acordo com suas necessidades. A evolução do nosso portal, assegura o nosso compromisso de continuar oferecendo os mais renomados e qualificados palestrantes e instrutores da atualidade.

Deixe o seu comentário abaixo. O que você achou do novo portal?

Você mais Feliz por Rodrigo Cardoso

Por Rodrigo Cardoso

Cinco dicas preciosas para você descobrir sua força interior, aumentar sua produtividade, sua qualidade de vida e evidenciar a verdade nas palavras de Walt Disney:
“A melhor maneira de realizar seus sonhos é através do seu trabalho!”

1- Seja Extraordinário e não perfeito:
A busca pela perfeição parte de um pressuposto que existe um limi­te, um fim denominado “estado perfeito”, e ainda pressupõe que a felicidade se encontra apenas neste estado.
Ser extraordinário significa dar o melhor de si, fazer o que for ne­cessário, eliminar a palavra “desculpa” do seu dicionário pessoal e ter cons­ciência de que não é necessário ser perfeito.
Saiba que desculpas perpetuam a mediocridade. Todas as vezes que um profissional dá desculpas ele está aceitando um resultado medíocre em sua vida.
A boa notícia é que para você ser extraordinário você não precisa se tornar um super-homem ou uma mulher maravilha e sim ser o melhor você que você pode ser.
Essa filosofia é conhecida no Japão como Kaizen e nos EUA como C.A.N.I. (Constant and Neverending Improvement), ou seja, melhoria cons­tante e incessante.
Procure ser um pouco melhor a cada dia e estará no caminho de tornar-se extraordinário!

2- Navegue no oceano azul
A obra “A Estratégia do Oceano Azul”, de Chan Kim e Renné Mau­borgne, que foi publicada há apenas alguns anos e já está em 180 países, garante que navegar no oceano azul é buscar o seu próprio espaço.
Você deveria descobrir por si só quais são as competências e per­formances que deve melhorar, sem ficar olhando para o “concorrente” e sim para o melhor que você pode ser.
Kim, o co-autor da referida obra, lembra sempre o Cirque du Soleil que ofereceu inovação usando a sofisticação do teatro aliada a magia do circo. Eles não têm concorrentes!
Os melhores profissionais que conheço são tão focados em serem melhores a cada dia que ultrapassam de longe a grande maioria e alcançam um modelo extraordinário de excelência.

3- Tenha Atitude
Pesquisas garantem que diplomas não bastam, 87% das empre­sas demitem por problemas de conduta. Ser uma pessoa de difícil relaciona­mento, descuidado com a aparência, não trabalhar com empenho, com von­tade, ser preconceituoso, não trabalhar em equipe, ser pessimista negativo e “reclamão” são atitudes gravíssimas que podem fazer um profissional perder oportunidades únicas em suas vidas.
Você deve ser auto-motivado, deve saber aonde quer chegar, deve buscar a vitória todos os dias. Vá para o trabalho com “sede de vencer”. Isso me faz lembrar uma passagem da obra de Joe Girard. Girard é conhecido como o maior vendedor do mundo pelo livro guinness dos recordes por ter vendido uma média de 3 carros por dia em um período de 15 anos consecu­tivos, vale a pena saber como ele pensava?
Em seu livro “Como Fechar Qualquer Venda” ele cita que gosta muito de dormir muito mais do que o leitor poderia imaginar, portanto, todos os dias quando acordava, ele se olhava no espelho e dizia:
- “Alguém vai me pagar caro por ter me tirado da cama hoje!”
Claro que era uma forma de auto-motivação já que ele adorava dormir mas não se submetia a tentação.
Era movido pelo seu sonho, tinha atitude positiva, era pró-ativo! Ele sabia que o sacrifício é temporário e a recompensa é para sempre. Hoje Joe Girard é milionário e também uma celebridade, os clientes fazem fila para comprar dele. Valeu a pena o sacrifício?

4- Tenha Metas Pessoais
Esse é o motivo que te coloca em ação, isso é motivação!
Saber o que quer no futuro e acreditar indubitavelmente que irá realizar faz com que você pule da cama com os olhos brilhando, que você tenha um motivo verdadeiro que te coloca em ação. Essa não deve ser a primeira vez que você lê a respeito da importância de traçar suas metas de forma definida, por escrito e temporal e talvez não seja a última.
Você precisa saber o que quer na sua vida pessoal. O que move um profissional em qualquer organização é o seu sonho, são suas metas pessoais. Quando o sonho é grande o suficiente os obstáculos não contam. Essa sensação supera qualquer desafio no meio do caminho. Mas a verdade é que suas metas servem apenas como uma bússola que a qualquer momen­to pode mudar de rumo.
O importante não é alcançar. Chegar lá é uma sensação, uma emoção, que passa como todas as outras.
A felicidade, que todos procuramos, está no momento presente, no momento em que você lê essas linhas. Você só pode ser feliz num momento: Agora! E é você que decide isso!

5- Seja Feliz no caminho
Apenas a realização das suas metas não o fará feliz. Elas servem para lhe dar uma poderosa motivação, mas não a felicidade. A felicidade está no caminho e não no fim.
A melhor maneira de trazer mais felicidade para sua vida é agrade­cer o que você já tem e parar de reclamar do que você ainda não tem. Com esse sentimento de gratidão, fica muito mais fácil realizar seus sonhos e ser feliz durante o processo.
Acredite ou não, convido-o a experimentar e comprovar. Aproveite o caminho. Seja feliz. Se você estava reclamando de algo, coloque-o na de­vida perspectiva. Agradeça suas pequenas e grandes realizações.
Tenha metas sim, saiba o que quer, mas seja feliz aproveitando o momento presente, agradecendo o que tem e atraindo cada vez mais situa­ções melhores para sua vida.
Você ainda não é quem gostaria de ser, quem deveria ser ou quem poderia ser? Tudo bem, mas lembre-se: você não é mais quem você era! Re­flita quantos desafios já venceu e quantas conquistas já realizou? Perceba que já é um vencedor. Tenho certeza que praticando essas cinco dicas você vai descobrir verdadeiramente o quão forte é, e sendo assim, tornar-se um você mais feliz!

Contrate uma palestra motivacional do Rodrigo Cardoso: www.fadelpalestrantes.com.br
Mais sobre Rodrigo Cardoso: www.rodrigocardoso.com.br

Hipnose por Rafael BaltrescaPor Rafael Baltresca

Se alguém te dissesse que você passa a maior parte do seu dia hipnotizado, você acreditaria? E se você desse conta que hipnotiza dezenas de pessoas todos os dias, isto te assustaria?

Como estudioso do comportamento humano e hipnólogo desde 2007, posso te assegurar que as afirmações acima são verdadeiras. E não estou dizendo de forma figurada ou exagerando a maneira de ver. Estamos realmente hipnotizados mais de 80% de nossos dias. Mas, antes que seus paradigmas te levem a uma percepção sobrenatural ou fantástica do tema, deixe-me explicar o que é hipnose.

Hipnose, de uma forma bastante simples, é qualquer tipo de influência. Se você tem filhos, você já hipnotizou. Se você é filho (!), você já foi hipnotizado. Em minhas demonstrações de hipnose, quando alguém está em transe profundo, tudo o que digo para esta pessoa torna-se verdade absoluta em sua mente. È por isso que em shows de hipnose, uma pessoa pode comer cebola sentindo o gosto de maçã ou beber água e ter a nítida impressão que bebe vinho.

A explicação científica desses acontecimentos é muito simples. Neste estado, há a diminuição do nível crítico do consciente e todas as sugestões dadas vão direto ao subconsciente, sem questionamento, sem rejeição. Se pararmos para pensar, isto também ocorre nas interações entre pais e filhos, chefes e subordinados, governantes e governados e em qualquer relação que haja um alto nível de confiança.

Lembra-se do episódio em que a criança chora de dor e vem a mamãe com uns beijinhos dizendo “passou, passou…”? Pois é. Isto também é hipnose, influência ou sugestão – como preferir. A mãe, tendo a plena confiança de seus filhos, exerce a mais verdadeira liderança sobre eles. Repito: sempre que houver um alto nível de confiança entre duas ou mais pessoas, a influência também será alta. Pura hipnose.

Concluindo, repense  o que você anda dizendo aos seus filhos, subordinados, amigos e às pessoas que confiam em você. Suas palavras têm mais força que você imagina. E, aproveitando, que tipo de hipnotizador você é? Que tipo de influência você tem sido para o mundo?


Rafael Baltresca
é palestrante, facilitador e hipnólogo corporativo.

Persistência x Teimosia por Prof. Heinz

Por Prof. Heinz

Como dizia o filósofo chinês Confúcio: “O homem superior não é apenas persistente. Ele é persistente no caminho certo”.

Através dessa reflexão, podemos entender porque muitas pessoas, apesar de investirem um alto nível de energia na conquista do que querem, não obtêm êxitos em suas empreitadas. Tais pessoas acabam desperdiçando sua preciosa energia por não colocá-la na direção certa. Assim, sempre acabam colhendo resultados negativos. Para esse comportamento podemos dar o nome de teimosia.

Mas como saber se estamos sendo persistentes ou teimosos?

A diferença entre teimosia e persistência é que o persistente, quando não colhe os resultados que quer, muda de estratégia. Já o teimoso insiste nela, obtendo, obviamente, os mesmos resultados. Em suma, o persistente é inteligente e o teimoso não. É claro que nem sempre é fácil mudarmos de estratégia. Para isso é fundamental sempre fazermos uma releitura do contexto que envolve a situação. Mas infelizmente a nossa tendência é usarmos uma experiência que já deu certo no passado, numa situação nova do presente. A parábola a seguir, ilustra bem essa situação:

Contam que certa vez, duas moscas caíram num copo de leite. A primeira era forte e valente. Assim, logo ao cair, nadou até a borda do copo. Mas como a superfície era muito lisa e ela tinha suas asas molhadas, não conseguiu sair. Acreditando que não havia saída, a mosca desanimou, parou de nadar e se debater e afundou.

Sua companheira de infortúnio, apesar de não ser tão forte, era tenaz. Continuou a se debater por tanto tempo, que, aos poucos o leite ao seu redor, com toda aquela agitação, foi se transformando e formou um pequeno nódulo de manteiga, onde a mosca tenaz conseguiu com muito esforço subir e dali alçar vôo para algum lugar seguro.

Tempos depois, a mosca tenaz, por descuido ou acidente, novamente caiu num copo. Como já havia aprendido em sua experiência anterior, começou a se debater, na esperança de que, no devido tempo, se salvaria. Outra mosca, passando por ali e vendo a aflição da companheira de espécie, pousou na beira do copo e gritou: “Tem um canudo ali, nade até lá e suba por ele” A mosca tenaz não lhe deu ouvidos, baseando-se na sua experiência anterior de sucesso e, continuou a se debater e a se debater, até que, exausta, afundou no copo cheio de água contendo um fraco veneno.

Quantos de nós, baseados em experiências anteriores, deixamos de notar as mudanças do ambiente externo e ficamos nos esforçando para alcançar os resultados esperados, até que afundamos na própria falta de visão? Lembre-se, o persistente é inteligente, pois muda de estratégia. O teimoso não.

Pense, Sinta e Aja. Sucesso nos seus desafios.

Prof. Heinz tem 22 anos de experiência como profissional de RH, empresário, consultor e instrutor. É palestrante nas áreas de motivação, vendas e liderança, diretor da Alfa Educação Corporativa Ltda. e autor do livro e DVD Atitudes de Resultado.

Visite o site: www.heinz.adm.br  -  E-mail: contato@heinz.adm.br

Quem tem medo de mudar passa a vida sem viver por Prof. Gretz

Por Prof. Gretz

“Se ficar melhor, estraga”. De vez em quando escuto alguém dizer esta frase, que, embora espirituosa, expressa claramente um medo de mudar.

Acontece que viver é um processo de mudança contínua e toda mudança está ligada a riscos. Isso ocorre nas mais diversas situações da vida, desde o momento em que estamos para nascer. O que sente o bebê quando chega a hora de sair daquela vidinha tranqüila e vir aqui para fora? A gente não se lembra, mas deve dar medo, principalmente quando o médico nos segura pelos pés e dá umas palmadinhas. E nesse momento, em que tudo nos é desconhecido, está começando uma vida inteira.

Muitas pessoas preferem trocar sua capacidade criativa, seus talentos inexplorados e até mesmo a possibilidade de melhorias, por uma suposta estabilidade. Assim fazendo, esquecem que nem mesmo teríamos aprendido a andar a não ser na base do acerto e do erro. A criança ousa levantar e cai. Levanta novamente e cai. E continua insistindo até que uma sensacional mudança se implanta em sua vida: ela passa a caminhar por conta própria.

“Ah, está bom assim. Para que mudar?” – Essa frase, infelizmente é muito comum, e não só quando o time está ganhando. A maioria das pessoas prefere deixar as coisas como estão, pois já conhecem e sabem lidar com o que possa acontecer. Em muitos ambientes de trabalho vigora aquela filosofia terrível: “Quem trabalha muito erra muito, quem trabalha pouco erra pouco e quem não faz nada não erra.” Conheci gente que passou toda a carreira fazendo o mínimo necessário para que nada arriscasse o seu posto e a sua futura aposentadoria. O que alguém assim terá para se lembrar e contar para os netos? Será que vale a pena passar pela vida sem viver?

Mudanças são feitas de acertos e erros: sempre que você se propõe a mudar alguma coisa, está se oxigenando. Se Thomas Edison não tivesse tentado e errado por centenas de vezes, jamais teria conseguido criar a lâmpada elétrica.
Assim é a história de todos os inventos, descobertas e progressos em geral. Tanto nas situações mais simples do dia-a-dia quanto nas grandes decisões da nossa vida, nada vai adiante sem alguma dose de risco.

Por medo do desconhecido, as pessoas se apegam até mesmo aos problemas. No livro “Conspiração Aquariana”, Marly Ferguson conta uma história muito interessante sobre isso. Ao receberem a notícia de que um bando de bárbaros estava se preparando para invadir sua cidade, os habitantes entraram em pânico. “Os bárbaros estão chegando! E agora? O que faremos?!” Parou tudo e as pessoas passaram a viver confusamente, em meio a esse pânico. Nada valia a pena, porque os bárbaros estavam para chegar e seria um caos. Só que os anunciados invasores não apareceram. Era boato, ou desistiram de invadir aquela cidade. E o que antes era pânico tornou-se perplexidade: “Mas então os bárbaros não estão chegando? E agora? O que faremos?”

Nos últimos anos, muita coisa tem mudado para melhor em nosso País e inúmeras empresas – ou seja, inúmeros empresários e profissionais – ficam sem saber como agir na nova realidade. “A inflação acabou; e agora? Como vamos administrar nossos investimentos?” “O mercado mudou; e agora? Como vamos fazer?” O apego a paradigmas obsoletos (ou a problemas, muitas vezes ilusórios, como os bárbaros da história) retarda qualquer possibilidade de mudança.

A vida não pára. Em nosso corpo, as moléculas mudam incessantemente. O sangue circula e se renova sem parar. E vamos seguindo através do tempo, como um rio que flui em seu leito e que nunca é o mesmo de instantes atrás. “Águas paradas não movem moinho”, diz um antigo ditado, e são propícias a doenças, como a dengue.

Liderança, inovação e gestão de pessoas por Alfredo Rocha

Por Alfredo Rocha

Liderança é esta extraordinária capacidade que todos nós precisamos ter para influenciar as pessoas com as nossas idéias, ações e principalmente com o nosso exemplo.

Quando uma empresa estabilizada com um relativo sucesso é entregue nas mãos de uma pessoa sem uma boa visão estratégica,sem capacidade de fazer uma forte motivação de equipes e sem criatividade, e em última análise sem capacidade de liderança esta empresa com toda certeza está fadada ao fracasso.

Porém a liderança é uma força tão poderosa que o inverso também é verdadeiro, ou seja, uma empresa em vias de extinção, entregue a uma pessoa criativa capaz de liderar pessoas, terá a possibilidade de retomar seu crescimento e até se tornar uma grande organização.

Vejamos nos tempos de hoje: Grandes empresas, verdadeiros impérios faliram nos últimos 10 anos. Quando se vai buscar informações, basicamente são as mesmas, retração de mercado, flutuação de moedas, retração nas vendas custo Brasil, efeitos da globalização, competição acirrada, etc. Porém verifica-se também que algumas outras empresas  concorrentes nos mesmos produtos, às vezes até na mesma cidade tem crescimento e fizeram sucesso neste mesmo período. Isso se justifica de uma forma muito simples:

Lá existem pessoas com antevisão e principalmente com capacidade inovadora. Pessoas preparadas que anteveram dificuldades e se prepararam com soluções criativas.

Concluímos então que as empresas são o reflexo dos seus líderes. As empresas crescem ou fracassam na proporção direta do poder e da capacidade dos seus líderes, não interessando o tamanho do seu negócio.

O grande desafio para o sucesso hoje é entender que a liderança é decisiva para os resultados. Liderança sempre foi muito importante, hoje é muito mais que importante, hoje liderança é fator de sucesso ou fracasso das empresas.

O líder hoje tem três grandes desafios:

01: Gestão de Pessoas

No mundo de hoje as máquinas, a tecnologia são muito iguais, os produtos muito parecidos e os clientes são os mesmos. Daí a importância de termos uma equipe motivada e comprometida com a alta performance  e com o máximo desempenho para oferecermos aos nossos clientes um produto com mais qualidade, com menos custos e também com um atendimento extraordinário onde envolva: respeito, confiança e cordialidade, para que possamos conquistar novos clientes e principalmente manter nossos clientes atuais. Daí o primeiro grande desafio para o líder, além de entender dos nossos negócios hoje precisamos entender de gente.

A liderança no passado era baseada no fazer, fazerem. A liderança hoje deve ser exercida através do despertar nas pessoas, o querer fazer. Assim conseguiremos melhores resultados de todos.

02: Inovação

A inovação hoje é o grande diferencial das empresas mais lucrativas do planeta. Existe uma armadilha do sucesso que precisamos estar atentos que é: Fazer as mesmas coisas, do mesmo jeito sempre.

Se você disser: Fiz muito sucesso em 2010 e farei tudo igualzinho em 2011, não tenha dúvida você começará a ter problemas. É óbvio que existem coisas que você fará em 2011 que você ja fez em 2010 que não devem ser mudadas. Mas com certeza uma empresa inovadora é aquela que entende que ela precisa promover mudanças contínuas para continuar crescendo. Porque todo ano surge um novo mundo, um novo Brasil, um novo consumidor. Daí a importância de atualizar nossos produtos ou serviços, para continuar merecendo a preferência dos nossos clientes.

E como se faz uma empresa inovadora? Com pessoas altamente criativas.

Como líderes, precisamos entender que a inovação não é obra de um único cérebro. Nós precisamos de idéias que venham de pessoas de todos os setores da empresa. E para que isto aconteça precisamos de uma liderança que incentive as pessoas a pensar, a opinar e até discordar em certos casos. Por isso amigo líder, busque entender este assunto que é inovação e criatividade, pois será um grande desafio para o seu sucesso hoje e no futuro.

03: Qualidade de vida

Nestes 20 anos de carreira como palestrante algo que vem me surpreendendo muito ultimamente é que venho encontrando homens e mulheres ricos e muito bem sucedidos na vida profissional e financeira.  Mas infelizmente esqueceram do mais importante tesouro de um ser humano:  Sua própria saúde  e sua vida pessoal e emocional.

Nunca as empresas valorizaram tanto a qualidade de vida de seus profissionais como hoje, pois sabemos que a nossa saúde física e emocional influenciam demais a nossa performance no dia a dia. Uma pessoa altamente produtiva é uma pessoa que está bem consigo mesma em todos os sentidos. E você que é dono do seu negócio ou líder de uma empresa, chegou a hora de você cuidar mais de você mesmo. E não diga para mim que você não tem tempo, que esta é a desculpa para todas as pessoas que ainda não se tocaram para este assunto. Pois como conheço muitos empresários e líderes, afirmo a você que tem homens e mulheres muito mais ocupados do que eu e do que você que tem uma boa alimentação, uma boa atividade física e cuidam com muito carinho do seu lado emocional. Sei que não tenho nada a ver com sua vida, mas fica esta mensagem final. Sua empresa e seus funcionários, sua esposa ou seu marido, seus filhos ou seus pais precisam de você por muito tempo, com muita saúde e principalmente feliz.

Confiança por Leila Navarro

Por Leila Navarro

Pensador de ciências políticas e econômicas afirma que confiança é um componente do capital social que chega a ser mais importante que o capital financeiro da empresa.

Quando comecei a tratar de forma mais específica o tema confiança, muita gente ficou surpresa acreditando que esse era um tema sério, complexo e polêmico demais para ser discutido por uma profissional reconhecida como irreverente e expert em automotivação, felicidade e sucesso. A grande dificuldade para algumas pessoas é entender que o alicerce para os temas que eu desenvolvo é justamente a confiança. Afinal, quais são os atributos que nos remete a uma pessoa automotivada, feliz e bem-sucedida? Autoconhecimento, o reconhecimento de seus próprios talentos e a utilização deles para realizar seus sonhos e cumprir o seu propósito de vida, são apenas alguns deles, certo? Isso seria possível se ela não confiasse em si mesma.

Vivemos em um mundo competitivo, repleto de tensões, no qual tudo muda rapidamente e ninguém sabe o que nos reserva o futuro. Nesse contexto, a maioria das pessoas considera impossível confiar uma nas outras, no amanhã, no mercado, nos projetos ou no governo. Tudo isso nos faz viver em permanente estado de alerta e adotar atitudes defensivas para não ser prejudicado nem passado para trás pela concorrência. A falta de confiança se estende a colega de trabalho, governos, instituições, projetos, empresas e mudanças. Enfim, qualquer coisa que possa representar algum tipo de ameaça à nossa estabilidade ou segurança. Assim, fazemos da desconfiança a muralha que nos separa dos perigos do mundo exterior.

Surge, então, um panorama contraditório. Enquanto a desconfiança nos aconselha a ficar nos limites do conhecido, a evitar riscos e a nos fechar para os outros, o mundo de hoje – especialmente no que diz respeito à carreira profissional – requer abertura para o desconhecido, coragem para arriscar e integração com as pessoas. O perfil de profissional que as empresas desejam contratar inclui iniciativa, flexibilidade, bom relacionamento e capacidade empreendedora. Essas características são de pessoas confiantes ou desconfiadas? Por outro lado, as empresas em geral também não confiam nem inspiram confiança.

A confiança é fator decisivo no desempenho de profissionais e organizações no mundo globalizado. Falta de confiança compromete o sucesso de qualquer pessoa ou empresa. No âmbito pessoal, retrai e isola as pessoas, impedindo que experimentem e arrisquem, restringe sua expansão. Segundo o pensador de ciências políticas e econômicas, o americano Francis Fukuyama, “confiança é um componente do capital social que chega a ser mais importante que o capital financeiro da empresa”.

No mundo corporativo vem se tornando uma necessidade emergente a implantação da Gestão por Confiança (GpC). Criado pelo professor José María Gasalla esse modelo de gestão visa à criação de relações de confiança entre as pessoas nas empresas, com benefícios para a produtividade, a inovação, a competitividade e a sustentabilidade da organização. Ele é sustentado pelas atitudes, competência, transparência, compromisso, cumprimento, consistência, coerência e cumplicidade, que surgem em resposta aos desafios do mundo moderno. Ante esse cenário, confiar é o oposto daquilo que o senso comum nos aconselha a fazer – é nadar contra a corrente. E, por incrível pareça, é justamente nadando contra a corrente que podemos chegar mais rápido e com menos esforço aos nossos objetivos. Em um mundo onde reina a desconfiança, quem confia se diferencia!

Leila Navarro é palestrante motivacional com reconhecimento no Brasil e no Exterior. Autora de 14 livros, entre eles, “Talento para ser Feliz”, “Talento à prova de crise” e “A vida não precisa ser tão complicada”.

Saiba mais no www.leilanavarro.com.br

 

A verdade nua e crua por Eduardo Tevah

Por Eduardo Tevah

Uma recente pesquisa feita com mais de 1.500 pessoas em empresas de pequeno, médio e grande porte mostrou um dado assustador: que 79% dos brasileiros não dão seu melhor no trabalho.

Se você é como eu, deve ter ficado assustado com esse número e refletido: nossa, que vergonha, que legião de pessoas tristes, sem sonhos, sem inspiração, pessoas que entram para trabalhar contando quantos minutos faltam para ir embora, que legião de pessoas trabalhando em locais aonde são infelizes, aonde não se sentem reconhecidos, aonde não se sentem valorizados. Sim, nada mais natural do que pensar assim.

Contudo, se você se der conta, talvez para você isso seja uma grande notícia. O Brasil vive um dos maiores ciclos de prosperidade da sua história, em pouco tempo nosso país já será a quinta maior economia do mundo. Nunca antes na história desse país surgirão tantas oportunidades e as empresas estão procurando e precisando loucamente de gente que faça a diferença. Esse é o melhor momento possível para você se destacar da multidão. E para isso basta uma simples decisão: experimentar seu máximo, fazer tudo que você sabe fazer, ter atitude!!!

A verdade nua e crua é essa: quem se determinar a ser o melhor que sabe ser, quem se determinar a viver cada dia de trabalho com paixão, quem não se economizar vai fazer uma revolução na sua vida e vai ter um futuro maravilhoso pela frente, dando para si e para as pessoas que dependem de você uma vida cada vez melhor.

Infelizmente muitas pessoas se economizam dizendo:
-Eu vou dar o meu melhor quando meu salário aumentar…
-Eu vou dar o meu melhor quando a empresa em que eu trabalhar me valorizar mais…
-Eu vou dar o meu melhor quando for promovido…

O problema é que ninguém avisou a essas pessoas que esse tempo provavelmente nunca vai chegar porque esse é um prêmio que a vida só dá para quem aprende a amar aquilo que faz hoje.

A verdade nua e crua é essa: quem dá seu melhor hoje provavelmente terá um futuro melhor.Quem não dá o seu melhor hoje provavelmente daqui a alguns anos estará na mesma posição e não terá seus sonhos realizados.

A verdade nua e crua que só você pode responder é essa:
Você tem dado o seu melhor?
Você tem experimentado seu máximo?

O que você tem apresentado no seu trabalho é todo o potencial que você possui?

Se a resposta é sim, fique tranqüilo, o tempo vai correr a seu favor. Mas se você com modéstia se der conta que não tem usado tudo que pode e tomar a decisão de mudar a partir de hoje, posso lhe garantir uma coisa: que hoje é o primeiro dia da melhor fase da sua vida, não importa a sua idade.

Eduardo Tevah

Você está se renovando ou está parado? Por Adroaldo Lamaison

Por Adroaldo Lamaison

Nenhuma empresa quebra de uma hora para outra. As empresas vão quebrando aos poucos pela falta de mudanças e de renovação. Da mesma maneira nenhum casamento termina de uma hora para outra, mas vão terminando aos poucos pela falta de renovação. A separação é a formatura, mas a faculdade que levou a separação começou bem antes. Nenhum profissional é demitido de uma hora para outra, mas aos pouquinhos pela falta de comprometimento. Por isso constantemente precisamos renovar nossa vida pessoal e nossa vida profissional. Dar uma cor nova em nossa empresa, em nosso trabalho, em nosso casamento, em nossas relações e em nossos corações. Sair da mesmice, sair da rotina, sair da correnteza. Aliás, a palavra DAR-COR-A eu li em algum lugar, é o contrário de A-COR-DAR e vai na mesma direção. Tem muita gente dormindo, parada no mesmo lugar, desbotada, sem cor.

Reinventar-se, renovar-se, dar uma nova cor é primeiramente pensar e avaliar. Dedicar um tempo para isso. Quem corre demais, não vê a paisagem. É preciso parar para ver e mudar. Mudar de forma, mudar de produto, mudar de trabalho, mudar hábitos, mudar as pessoas. As vezes você precisa começar tudo de novo. E aí? Qual é o problema?

OU VOCÊ SE REINVENTA POR INICIATIVA PRÓPRIA, OU ALGUM FATO LHE OBRIGA A FAZER NA MARRA. É o caso das pessoas que se separam. Nunca se preocuparam com suas vidas, com sua forma de amar e de se relacionar até que um deles decide terminar tudo. Aí a casa cai. Aí a mulher vai fazer um regime, passa a frequentar um salão de beleza, vai estudar. O homem que nunca se preocupou com seu visual começa a se preocupar para poder conquistar um novo amor já que o mercado está mais exigente. A morte de alguém próximo é outro fator que nos empurra na marra para um novo recomeço. Ninguém imagina que um dia isso pode acontecer. A demissão do trabalho é outro fator que nos empurra para a mudança. Quantos funcionários nunca se preocuparam em fazer um curso em voltar estudar em ler algum livro até o dia que são demitidos e tem que enfrentar um seleção de empregos numa nova empresa. Aí se dão por conta o quanto ficaram parados no tempo. O quanto não aproveitaram as oportunidade que lhe foram oferecidos. O tema é que devemos estar sempre vigilante e fazermos as mudanças antes. Não esperarmos as desgraças acontecerem para aí repensarmos nossas vidas. Diz um ditado que em time que está ganhando não se mexe. Mas você não deve esperar perder para mexer. Um pai me dizia que quase nunca dedicou tempo para seus filhos. Agora um dos seus filhos de 18 anos caiu nas drogas e esse pai tem que participar de 2 encontros semanais junto com o filho numa terapeuta. Teve que repensar toda a sua vida por causa desse fato. Aliás, toda a família teve que repensar. Se tivesse conversado e acompanhado um pouquinho antes, nada disso teria acontecido. Agora tem que correr atrás da máquina.

O fato é que uma determinada rotina nos cega e nos impede de ver a vida que corre ao lado. REINVENTAR, DAR UMA COR NOVA é provocar algumas mudanças substânciais em nossas vidas.

O meu convite nesta semana é de refletir sobre sua rotina diária. Pense no seu trabalho: você tem se renovado como profissional? Tem aprendido algo novo? Tem acrescentado algo novo na sua empresa? Como está sua motivação? Mude antes que seu chefe MUDE VOCÊ(por outra pessoa). Mude antes que o cliente mude para a concorrência.  E no seu casamento? Você têm namorado? Tem conversado? Você tem se cuidado como mulher ou como homem?

REINVENTAR-SE É A PALAVRA DE ORDEM. Melhorar, mudar, dar uma nova cor, crescer como pessoa, SER UMA PESSOA MELHOR, sair da rotina e da mesmice, pois como diz a linda canção do Geraldo Vandré: QUEM SABE FAZ A HORA, NÃO ESPERA ACONTECER.

Adroaldo Lamaison
Palestrante sobre Vendas, atendimento, motivação e liderança.